Espiritualidade: o que comer? - Quatro Estações | Autoconhecimento, evolução e consciência Espiritualidade: o que comer? - Quatro Estações | Autoconhecimento, evolução e consciência

Espiritualidade: o que comer?

Saiba o que comer para ajudar o seu processo de despertar e expansão da consciência


Por que estou estressado?
Por que existe tanta raiva no mundo?

A resposta pode estar na sua e na nossa alimentação.

Comer diz respeito a sobrevivência. Coma "lixo" e você sobreviverá. Qual o problema? É sobre sobrevivência. 

Eu acho que nós já ultrapassamos a situação de como sobreviver.

Agora é uma questão de escolha, nós fomos trazidos à vida para escolher. Quase todos os seres humanos podem escolher e comer. Ainda existe um segmento da população, desafortunadamente, que não podem escolher, eles têm que comer o que vier. Mas não é o caso de muitos países, onde definitivamente alguém pode escolher e comer.

Então, quanto a escolha, o que comer? 

Existe uma dimensão inteira sobre como saber o que comer ou não comer. Mas todo o ser humano pode gerar a consciência necessária para saber, se a comida vier, você sabe o que comer e o que não comer.

Acima de tudo, qual o tipo de alimento para o qual o seu sistema foi criado?
Este é o tipo de alimento que você deve ingerir.

Não faça do alimento a sua filosofia ou religião. Alimento diz respeito ao corpo. Ele deve passar pelo seu sistema com a menor quantidade de esforço.

Por exemplo: por que a pergunta é sobre ser vegetariano ou não.

Como devemos olhar para o alimento é, se você come qualquer comida o que está acontecendo é que o alimento deve se tornar parte do seu sistema, por que ele deve ser integrado, para se tornar você. Se o alimento que você consome tem um complexo senso de memória e informação, então a habilidade do nosso corpo em desmembrar esse alimento e fazê-lo parte de nós é reduzida.

Se você comer algo com um simples código de memória e de genética em uma criatura em particular, digamos um vegetal, ele é muito simples, ou, em outras palavras, na escala evolucionária, o que quer que seja que esteja mais distante de você, isso é o que você deve consumir. Ou, em outras palavras, você nunca deve consumir um mamífero porque ele está muito próximo de você e a memória dele é muito complexa e você nunca será capaz de digerí-lo 100%. Se você consumir isso, parte do código genético é quebrado, mas outra parte permanece, ou, em outras palavras, gradualmente as qualidades do animal irão entrar no seu sistema, e sem saber essas coisas irão se expressar. As pessoas ficam irritadas, estressadas, existe raiva em todos os lugares, isso é porque simplesmente, a principal razão é o alimento que consomem.

Assim, o que quer que tenha o mais simples código de memória, isso é o que você deve consumir pois você pode facilmente decompô-lo e fazê-lo parte de você, ou o que esteja mais distante de você na escala evolucionária, este é o melhor.

Assim, neste contexto, se você tem que comer alimento não vegetariano, peixe é o melhor para comer,  pois ele é a primeira forma de vida neste planeta. Assim que isso fica mais complexo, assim que você se aproxima dos mamíferos, isso se torna muito mais complexo e não é adequado para o consumo humano.

Nós podemos mostrar vários parâmetros no corpo, o comprimento do elemento como as coisas acontecem no sistema. 

Se você olhar para tudo isso, claramente o corpo está dizendo o que ele quer.

Quando o assunto é alimento, você não deve perguntar ao seu médico, ou ao guru, ou ao nutricionista, não, você deve perguntar ao seu corpo. Coma algo e veja quão rápido o alimento se move do estômago para o intestino. Se isso acontece muito rápido, se dentro de duas horas e meia tudo já se foi, está é uma boa comida para se comer. Se está demorando demais, entre quatro a seis horas, não é algo bom para se comer.


Discurso de Sadhguru. 

Imagem: Reprodução

Aviso de propriedade: Todos os conteúdos do Quatro Estações são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa, mesmo citando a fonte.

Nenhum comentário

Postar um comentário

JUNTE-SE A 2.797 PESSOAS. Inscreva-se na nossa lista VIP para receber o conteúdo no seu e-mail gratuitamente.

Acompanhe pelas redes